Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \26\UTC 2017

Da arte de meditar a gente aprende muita coisa da Palavra de Deus que passaria despercebida em leituras dinâmicas. Esses dias, por exemplo, eu estava meditando sobre Provérbios 31.10-31 numa ótica Igreja x Cristo. Gostaria de pontuar algumas coisas aqui no blog, para guardar na memória, compartilhar com vocês e instigar outras lições que podemos extrair do mesmo texto, a partir deste.

Falar de Provérbios 31 na ótica da mulher é fácil! Todo mundo quer saber como deve proceder uma mulher cristã para com o seu marido, o seu lar, as suas finanças, a sua comunidade… Este é um bom texto base para responder. Mas quando pensamos na perspectiva da Igreja, que é a Noiva de Cristo, podemos ver riquíssimas observações, também, para ela. Vejamos.

(mais…)

Read Full Post »

imagesEmbora estejamos em épocas de festas joaninas (a João… juninas), quem me conhece sabe que não sou adepta deste tipo de comemoração. Neste caso você não lerá sobre são joão aqui, fica frio/a!!!

Já escrevi em tempos passados sobre a importância de congregar em uma igreja local, sendo parte dos privilégios e dos deveres de um cristão redimido pelo Sangue do Cordeiro e inserido no Corpo, do qual o cabeça é o próprio Senhor Jesus Cristo.

(mais…)

Read Full Post »

Momento Anninha Barros famosinha, rsrsrsrs!
Espero que gostem e sejam edificados.

Read Full Post »

Amor intenso

Quando eu era criança, todo final de semana ia para casa de vovô e vovó. Tinha todo aquele ritual de fazer as malas, esperar meu pai me buscar e me levar até lá. Ao chegar, sentar na cadeira do terraço e contar a vovô e vovó sobre a ‘viagem’ que eu acabara de fazer, cheia de novidades para contar da minha vida ‘faz de conta’, que eles ouviam com muita atenção, fazendo perguntas e participando ativamente da minha contação de história.

Passado esse momento de fantasia, a realidade era cheia de ensinamentos que carrego na memória e no coração com muito amor. Lembro que vovó gostava de sentar comigo e me ensinar alguns pontos de costura (os quais me arrependo amargamente de não ter decorado como se faz, apenas seus nomes… até hoje pego agulha, linha e tecido e fico me perguntando “como foi que vovó disse que era esse ponto”… um dia espero lembrar!!). Nesses ensinamentos, ela também me dizia alguns versos, provérbios e ditados. Um deles: “não se dá ponto sem nó”e como você sabem, Anninha nunca dá ponto sem nó, rsrsrs!

(mais…)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: