Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \27\UTC 2015

Esses dias eu estava lembrando que, quando criança, observando o informativo dominical de uma igreja grande, assustei-me com um aviso que pedia que os irmãos que estivessem resfriados sentassem mais perto da porta, a fim de saírem mais rápido se precisassem espirrar ou assoar o nariz. Lembro que aquilo me pareceu um exagero por parte da secretária da igreja (que elaborava o boletim). Aquilo nunca mais me saiu da memória.

Alguns anos mais tarde, em um dos eventos da escola, quando eu fazia Ensino Médio, tive uma professora que era muito atenta à pequenas regras comportamentais. Valorizava postura na cadeira, momento correto de falar… certa vez rimos na sala de aula porque um colega disse a outro: ‘deixa de ser bajulador’ e a professora, com seu jeitinho rígido, porém doce ao mesmo tempo, corrigiu o reclamante: ‘não diga essa palavra, prefira ‘adulador’, é mais chique’. A gente sempre aprendia alguma coisa com ela, tanto que eu passei a lamentar que nem todos puderam aprender, por exemplo, que bater palmas após o Hino Nacional é deselegante.

Por fim, recentemente, visitando a catedral de Brasília, vimos uma placa na catedralentrada que contém um pequeno recado para se manter a fineza no templo. Nessa mesma época eu descobri que para visitar o Congresso Nacional, é proibido o uso de shorts, camisas sem mangas, minissaias, chinelos e bermudas (roupas descartáveis são vendidas numa lojinha de lá, caso o visitante esteja descumprindo algum dos itens citados).

Mas por que estou escrevendo isso tudo? Creio, ainda que de forma cultural, que há um princípio a ser preservado na manutenção da ordem e da decência e, sem dúvida, podemos aprender muito com os exemplos citados acima. Ainda assim, eu detalho de forma mais evidente:

  • Não leve celular para a igreja. Exceto em casos de necessidade, ou menos porque carrega o app da bíblia, mas evite deixar a internet ligada ou o som dele, para não atrapalhar o culto, muito menos a sua atenção ao serviço solene.
  • No tempo do vovô, ele me contava que uso de boné em sala de aula era falta de respeito ao professor. Parece que essa cultura se perdeu um pouco, mas há quem ainda considere inapropriado, então é prudente evitá-los.
  • Eu sempre fiquei incomodada com uso de camisas de times de futebol no culto. Aqui o cuidado, sem dúvidas, é com a concentração de quem usa e de quem vê. Por exemplo, sendo torcedora do náutico, não ficaria muito feliz em ver algum irmão no culto com a camisa do sport. É um desvio de atenção que, certamente, pode ser evitado.
  • Chinelos não são aceitáveis em contextos civelmente formal, por que na igreja sim? É claro que devemos ter empatia para aqueles irmãos mais humildes que realmente não tem condição de ter um sapatinho melhor (quem sabe não fosse o momento da beneficência da igreja entrar em ação).
  • Evite conversas paralelas no momento que antecede o culto. Este deve ser um momento de preparo mental para o que virá logo mais (principalmente a pregação).
  • (…)

Enquanto lê aqui, você pode ter muitas outras recomendações que poderiam ser sugeridas. Não quero, aqui, ditar regras do que pode ou do que não pode ser utilizado/feito na igreja quanto à boas maneiras, mas creio que se damos o nosso melhor indo a uma festa, por exemplo, que dirá de irmos à Casa de Oração?

É apenas para refletir, mesmo!!

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: