Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \28\UTC 2013

Ele peleja por nós

…Ouvi, ó Israel, hoje, vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; que não desfaleça o vosso coração; não tenhais medo, não tremais, nem vos aterrorizeis diante deles, pois o SENHOR, vosso Deus, é quem vai convosco a pelejar por vós contra os vossos inimigos, para vos salvar. (Deuteronômio 20.3,4)

Um dos livros que tenho mais prazer em ler é o de Deuteronômio. Há muitas lições importantes que foram dadas ao povo de Israel e que são necessárias para nós, hoje. E muitos encorajamentos, também, como este narrado nos versos citados aqui.

O povo estava na iminência de entrar na terra prometida, terra que manava leite e mel… um paraíso na terra, diríamos hoje. Deus envia recomendações ao povo antes que entrem em Canaã, e mostra que, embora no ‘paraíso’, eles não serão privados de problemas, desarmonias, pecados, guerras… tanto que recebem as instruções de como deverão proceder em cada uma dessas situações durante todo decorrer do livro.

Assim mesmo somos nós. Quando somos chamados das trevas para a luz, do mundo para Cristo, da morte para a vida, recebemos bênçãos sem medidas da parte de Deus, mas também recebemos duras tribulações, pelas quais deveremos passar confiando em Deus. Ele nos dá as instruções por meio da sua Palavra para que passemos por cada uma das adversidades com sabedoria, discernimento e graça.

Mas não somente recebemos as instruções como temos a gloriosa promessa de que Ele estará conosco. Nas guerras que travaremos ao longo da vida (não necessariamente guerras civis, mas também espirituais, profissionais, familiares, fraternais…), não só receberemos conselhos de ‘como passarmos’ por elas como também teremos o nosso Professor, o nosso Mestre, o nosso Deus, pelejando por nós.

Muitas vezes nos esquecemos disso. Na hora do aperto, a gente tende a se sentir só e achar que Deus tem coisas maiores para fazer do que ficar conosco. Mas Ele é fiel às suas promessas. Ele peleja por nós e por causa disso, temos a certeza que a batalha já foi ganha por meio dAquele que é tudo, em todos.

Anúncios

Read Full Post »

 

Quando espero a chuva chegar
Tu vens com o teu vento
Quando espero tua voz estrondar
Tu vens com o silêncio
Eu espero em Ti
Embora sem saber
Como Tu dirás eu não sei
Mas esperarei

Quando espero o mar se abrir
Vejo os meus pés sobre as águas
Quando espero o fogo arder
Ouço a brisa suave

Mesmo sem saber como Tu dirás
Dentro de mim reinará a Tua paz
Que me faz saber
Que esperar em ti
É sempre caminhar

Read Full Post »

Certo autor de livros escreveu um cujo título era “Quem ama, educa!”. Confesso que ainda não li o conteúdo do livro, embora o título seja realmente muito sugestivo, tanto que tomei emprestado o conceito para falar algo que considero importante.

Aqui e acolá, trocando ideias com amigas, sempre entramos no item da Verdade. Já fiz um post aqui uma vez sobre isso e, se você bem me conhece, sabe que eu creio que a verdade é absoluta. Essa coisa de verdade relativa é conversa fiada. Nada de ‘fique com a sua verdade que eu fico com a minha’.

Partindo desse princípio, eu considero uma falta de amor muito grande deixar os outros no erro. Qual é o pai ou a mãe que vendo o filho em perigo, vai deixá-lo lá para não ferir a ‘verdade’ que o filho defende? Acho que nenhum de nós faria isso, se amássemos verdadeiramente. Claro que muitas vezes a verdade é ensinada, os filhos erram e os pais apenas observam de longe, mas… note que antes do erro, a verdade (ou acerto) foi dita, não foi um erro por ignorância, digamos assim.

É por essas e outras que muita gente me define como pessoa de ‘opiniões fortes’ e que ‘não dá o braço a torcer’. Bom… a primeira definição é um jeito brando da segunda. A segunda é só a opinião de alguém frustrado com o que eu disse, na maioria das vezes! Hahaha…. Não é teimosia, é amor. Quem ama não quer ver o outro no erro.

E foi isso que o Joshua Harris me confirmou na leitura que estou fazendo do livro “Cave Mais Fundo” quanto ao trabalho de missões:

“Missões tem de ser o transbordamento de um amor por Deus que deseja ansiosamente ver outros experimentando a sua graça, o seu amor e a sua compaixão por pessoas que estão perdidas e destinadas ao inferno.” 

Eu sei… uma irmã aqui da igreja sempre diz: “A verdade dói!”. Lutero também disse: “Eu prefiro uma dura verdade a uma doce mentira”. E eu digo: “Ainda que fira, eu não quero que você enverede por caminhos tortuosos, então eu vou continuar dizendo a verdade pra você a qualquer custo, até se preciso morrer for.”

Que este mesmo amor incendeie corações cristãos dispostos a pregar Jesus Cristo crucificado, mas ressurreto. Aquele que era, que é, e que há de vir. Solus Christus!!

————-

ps1.: Quando Precisar dizer a verdade a alguém, diga, mas em amor, sabendo que você pode incorrer os mesmos erros ou outros piores. Esse princípio consta em Galátas 6.1.

ps2.: Somos humanos e incorremos muitos erros, logicamente. Pensando nisto, esteja disposto a ouvir e acatar verdades que são ditas a você, em amor. A correção faz parte do amor.

Read Full Post »

Desde a copa de 1998 em que o Brasil teve aquele ‘célebre’ desempenho que eu aboli a televisão da minha agenda do Dia do Senhor. E não tem me feito a menor falta, o dia tem sido muito bem ocupado com descanso e edificação… a segunda é muito mais prazerosa do que pra maioria das pessoas! rsrsrs

Mas, neste domingo, quando cheguei da igreja e entrei na net, vi um bombardeio no facebook sobre uma entrevista em que estava tendo no programa “De frente com Gabi”, em que a referida jornalista entrevistava o famoso Pr. Silas Malafaia. Eu fiquei lendo aqui e acolá os comentários de todos (uns contra, outros a favor, outros alheios…) e a curiosidade acabou, de certa forma, tomando conta de mim.

Queria destacar que meu pouco interesse inicial se deu pelo fato de que, até então, tudo que eu sabia sobre o Pr. Silas Malafaia é que ele é veementemente contra a doutrina da Predestinação, que está na bíblia. E por ser uma das doutrinas pilares da Fé Reformada (a minha fé), isto se torna uma afronta e um respaldo pra que eu achasse que nada que viesse dele seria útil, rsrsrs.

Como recebi o link da entrevista por e-mail, resolvi assistir e opinar a respeito. E como ele falou por tópicos, tentarei expor aqui a minha compreensão do que ele falou. Se, por descuido, esqueci algum tópico discutido, perdoem, é que não deve ter sido relevante pra mim.

  • Dinheiro

Eu vi que a Revista Forbes realmente publicou uma lista dos pastores mais ricos do Brasil e ele estava no meio (como o 3º mais rico, se não me engano). Ele alegou no programa ser mentira, os dados expostos pela revista. Bom… a verdade é que eu não posso dizer se é mentira ou não o que se disse a respeito e nem sou juíza da causa para punir quem de direito.

Essa parte deixa pra lá, mas uma coisa eu sei: a maioria dos pastores brasileiros recebe muito mal mesmo e vivem em condições muito precárias, bem contrária aos preceitos bíblicos de que os que pregam o Evangelho, que vivam do Evangelho. Muitas igrejas não dignificam seus líderes com bons salários, o que deve servir de reflexão num todo.

  • Recompensa

Um tema que veio à tona como grande alvo de conversas foi este da recompensa. O Silas falou que a obediência traz recompensas. Isso é verdade. Deus também age por meio do conceito de recompensa, observe:

Além disso, por eles se admoesta o teu servo; em os guardar, há grande recompensa. (Salmo 19.11)

Então, se dirá: Na verdade, há recompensa para o justo; há um Deus, com efeito, que julga na terra. (Salmo 58.11)

O perverso recebe um salário ilusório, mas o que semeia justiça terá recompensa verdadeira. (Provérbios 11.18)

Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. (Mateus 6.6)

 Pois ao que tem se lhe dará; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. (Marcos 4.25)

…a tua recompensa, porém, tu a receberás na ressurreição dos justos. (Lucas 14.14)

…cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo. (Colossenses 3.24)

 Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam. (Tiago 1.12)

Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. (Apocalipse 2.10)

Enfim, eu poderia destacar muitos outros versículos em que há recompensas para o povo de Deus. A questão, que talvez o Pr. Silas não entenda, ou não soube explicar, é que tais recompensas, prêmios, galardões, bênçãos ou como queiramos chamar se darão na vida eterna, porque quem recebe a recompensa na terra, não tem parte no galardão dos céus. Mas que há recompensa, há! Não podemos negar.

  • Homossexualismo e Aborto

Neste tópico da entrevista residiu quase todo programa da Marília Gabriela. Foi um ‘debate’ intenso. Pus entre aspas porque a proposta do programa não pareceu refletir, mas apenas pôr o entrevistado na berlinda.

Bem, eu já estou calejada de escrever sobre esse assunto. Mas não custa nada repetir, não é mesmo? O homossexualismo e o aborto são pecados como qualquer outro pecado descrito na Palavra de Deus. É como roubar, adulterar, desonrar pai e mãe, mentir… Carece de arrependimento e mudança de mente como qualquer outro pecado. Se os homossexuais e abortistas vão pro inferno? Se não se arrependerem, irão. Assim como eu também iria, se não confiasse na Justiça de Cristo sobre mim.

Se eles são alvo do meu ódio? Não, assim como não são odiados também pelo Silas Malafaia e uma legião de cristãos brasileiros, ele deixou isso bem evidente durante a entrevista. Mas as práticas homossexuais e abortistas são abomináveis para mim como quaisquer outras.

As leis: as propostas de leis que abordam o tema são injustas para com os demais cidadãos da sociedade. Mas isso não dá direito a ninguém de ser agredido ou coisa do tipo, mas a nossa Constituição já prevê penalidades para aqueles que agridem uns aos outros.

A Marília apresentou um caso hipotético de uma mãe que não poderia criar seu bebê em condições dignas, perguntando qual seria o problema de um casal homossexual adotá-lo. Eu teria perguntado pra Gabriela: e que tal se este casal disponibilizasse recursos para que a própria mãe da criança a criasse com dignidade? Ora, deve ser muito mais sensato ser criado pela mãe do que por ‘estranhos’ não?

  • A família

O Silas muito enfatizou a família como célula mater da sociedade. Disse que é contra tudo aquilo que agride a segurança da família (inclusive o divórcio). Lembro-me que quando disse isso na UFPE, meu professor, se pudesse, teria me trucidado ali mesmo na sala de aula. Achou-me retrógada. Mas a verdade é que sem família não há sociedade e com a destruição dela, destrói-se também a comunidade. Deus levou em alta conta a constituição da família e o homem, com sua prepotência e ousadia, está fazendo de tudo para destruí-la.

Sim, concordo com o Silas: Satanás mui habilidosamente aplaude cada vez que uma família é esfacelada pelo engano do pecado. E o mundo, na sua mediocridade, acha que está sendo aplaudida beneficamente. Ledo engano.

  • Reação

Quando a Verdade é dita, causa repugnância em quem gosta da lama. Foi bem isso que a Gabriela sentiu, tanto que não teve nenhum pudor em dizer: “Que o meu Deus, que não sei se é o mesmo do seu, te perdoe!”.  Foi uma atitude bastante arrogante, sem nenhuma humildade ou temor pelo que ouviu ali.

Não sou ingênua de dizer que tiro meu chapéu para o Silas Malafaia, ele tem lá seus erros teológicos que me causam arrepios, é verdade. Mas nessa entrevista, eu agradeço a Deus por tê-lo usado como instrumento da Verdade e coragem. Eu lamento mesmo que poucos pastores (até mesmo reformados) tenham tido a coragem de enfrentar até mesmo a mídia nacional em prol do que crer. Muitos de nós é que deveríamos estar lá.

  • Meu desejo

Para ambos, é que Deus ilumine, através do Espírito Santo, para que entendam verdadeiramente os caminhos da graça e confiem somente na justiça de Cristo. Que não visem costumes do mundo ou opiniões de homens, mas que se espelhem apenas em Cristo, que é tudo em todos.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: