Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \24\UTC 2012

Uma das canções prediletas da minha infância!

Read Full Post »

Nesses dias eu pensei muito em escrever sobre espelhos. Calma, gente… não sou designer, nem arquiteta, nem decoradora… rsrsrss! Não vou falar de ambientes aqui mas de imagem, daquilo que refletimos.

Certa vez, numa palestra sobre psicologia, ouvi que temos várias imagens de nós mesmos: (1) a que pensamos ser, (2) a que os outros pensam que somos e, (3) a que realmente somos. Claro que a segunda (que os outros pensam que somos) deve subdividir-se em infinitas outras, hauahuahuahua, é que tudo que o outro constrói, faz a partir de sua visão de mundo, que pode ser distorcida ou não.

Mas porque estou falando tudo isso? É que está enraizado em nós o querer saber quem somos para os outros não como um desespero, mas como uma necessidade humana mesmo.

Jesus era Deus, mas Jesus também era Homem, e sabemos que sendo Homem, Ele sentiu tudo que os demais homens sentem (que não esteja ligado ao pecado, porque Ele viveu na terra como homem, mas sem pecado – Hebreus 4.15). E, em uma dessas demonstrações de ser Homem, Jesus perguntou aos seus discípulos: “…Quem dizem as multidões que sou eu?” (Lucas 9.18).

É claro que, sendo Deus, Jesus sabia o que os outros pensavam a respeito de Si e, ainda, Jesus sabia quem ele realmente era (diferente de nós que vamos desvendando essa incógnita ao longo da vida).

Sim, mas… o que eu quero dizer com tudo isso? Embora o mundo não dê nenhum valor à reputação e constantemente exponha que pouco se importam com o que os outros pensam de si, não devemos (cristãos) ter o mesmo procedimento. É que Deus requer que tenhamos uma vida coerente com aquilo que professamos, Ele não quer que cumpramos a Sua Lei por obrigação, mas como resultado do prazer que temos nEle e desejo em agradá-lO.

É uma tarefa bem difícil, mas nunca impossível, e, creio eu, quando buscamos dia-a-dia, viver conforme aquilo que Ele quer para nós, essas imagens todas vão se reunindo, tornando um só espelho, e um espelho de imagem real (quem lembra de física óptica sabe o que tou dizendo, rsrsrs).

Para pensar: estou realmente refletindo em minha imagem real aquilo que Deus quer de mim?

Read Full Post »

Clique no link e assine a petição:

Read Full Post »

A sensação é sempre a mesma: “pena que acabou”!

Esse ano farei diferente dos passados, não vou fazer resumão das pregações porque eu creio que vale muito a pena baixar os vídeos das pregações que a Fiel disponibiliza on line e assistir cada palavra dos pastores que foram lá transmitir aos nossos ouvidos a mensagem preciosa do Evangelho de Deus.

Eu não conseguiria transmitir com tamanha perfeição a Majestade do Cristo que foi exaltado na 10ª Conferência Fiel para Jovens.

Mas eu queria falar três coisas importantes [talvez pequenos conselhos] acerca de tudo quanto ouvimos ali:

1 – Jesus é Deus. Ele é Rei, é nosso Senhor, isto é, tem domínio e governo sobre toda criação, incluindo a nós, obras das suas mãos. Nós fomos criados PARA Ele. Faz sentido quando o Catecismo Maior do Westminster responde em sua pergunta sobre qual fim principal do homem, dizendo que é “glorificar a Deus e desfrutá-lo para sempre”. Nós fomos criados para glorificar a Deus. Tudo que fazemos fora disso é desobediência à Sua vontade e tudo que fazemos dentro disso é sinal de que Ele tem sido centro das nossas vidas.

2 – É preciso pensar sobre Cristo. O mundo hoje tem uma preguiça absurda de pensar. Tendemos a preferir tudo que vem pronto. A tecnologia da ‘rapidez’ roubou a nossa capacidade de sermos pacientes e hoje não sabemos esperar por nada, nem mesmo por um “e-mail ser enviado com sucesso”. Por causa disso, não gastamos do nosso tempo pensando em Cristo e isso é uma catástrofe, porque acabamos fugindo do princípio para o qual fomos criados, que eu citei na primeira observação. Não gaste todo seu tempo em coisas daqui da terra, isso é correr atrás do vento, usando as palavras do rei Salomão. É muito mais lucrativo pensar nas coisas lá do alto, como diria o apóstolo Paulo.

3 – Quando amamos mais a Cristo (amando-o com todo nosso entendimento), as dificuldades vêm, mas nos sentimos encorajados a remarmos contra a maré, a sermos diferentes do mundo, não porque sejamos melhores, mas porque estamos agindo de acordo com a Sua Palavra e aquilo que Ele predestinou para que realizássemos. Quando entendemos Cristo como centro de nossa vida, a nossa velha natureza vai sendo dia-a-dia mortificada, passamos a ter prazer em fazer a vontade dEle, em servirmos de todo coração Quando Jesus é o centro, nós somos conduzidos ao Pai pela obra do Espírito Santo em nós.

Nessa Fiel Jovens eu fiquei mais caladinha (milagre!!!), mas creio que isso aconteceu de certa maneira com todos, não porque estivéssemos tristes, mas porque pensamos muito sobre a Grandeza de Deus, sua Majestade, sua Centralidade e então, enxergamos com mais clareza a nossa pequenez e necessidade desesperadora da Sua Graça, do seu Amor para conosco. Pudemos dizer como João (3.30): Convém que Ele cresça e que eu diminua.

Uma das minhas tias conserva em seu MSN a seguinte frase de um célebre reformado que não sei quem é (rsrsrs): “não estamos seguros em lugar nenhum, a não ser no centro da vontade de Deus”. Foi assim que saímos da 10ª Conferência Fiel para Jovens, certos de que Cristo é o centro da nossa vida e que somos totalmente dependentes da Sua vontade soberana sobre as nossas vidas. Sim… ainda que estejamos neste mundo que jaz em trevas, não somos dele, mas estamos seguros, porque Ele é nosso Refúgio e Fortaleza. Ele nos mantém seguros no centro de Sua vontade, Soli Deo Gloria!

Notas pessoais:

1 – Meus sinceros agradecimentos a todos os rapazes e moças que me ajudaram durante a conferência, me carregando de um lado pro outro quando meu pé torcido não me permitia andar, ainda bem que no último dia eu já estava sã, certamente as orações elevadas ao trono da graça a meu favor foram ouvidas, rsrsrs!

2 – Perdão aos muitos amigos e amigas que não pude conversar o tanto quanto gostaria, a cadeira de rodas acabou limitando a extensão de onde eu ia, rsrsrs! Mas o facebook, msn, gtalk e skype… além das maravilhosas FFE’s da vida (Fiel Fora de Época) são meios permitidos por Deus para mantermos essa comunhão pós-fiel, desde que usados com sabedoria.

Que sejamos aproximados no amor de Cristo.

Fraternalmente, Anna Barros.

Mogi das Cruzes (SP), 11 de Junho de 2012.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: